domingo, 16 de fevereiro de 2014

Liberdade, ou libertinagem?

O ser humano foi criado com intuito de ser livre para ir e vir, com direito de se expressar, ter a comunicação como algo importante, ter direito de reivindicar, seus direitos, direito de escolher, e por em pratica seus ideais. Com o passar do tempo, com a formação de muitas nações, muitos perderam esses direito.
A comunicação é um meio de transportar informações, e que fica praticamente impossível um povo viver sem ela, porque ela alavanca o progresso de um povo, trazendo tecnologia, cidadania, conhecimento, crescimento... O povo que tem o privilégio de ser democrático, de poder se expressar, reivindicar, ir e vir, deve saber que em qualquer grupo, comunidade, ou um país, existe estatuto, leis, regras para serem seguidas, e além disso, para tudo existe limites, ordens, e decência, do contrário, vira uma verdadeira bagunça.
Nós seres humanos munidos de inteligência ao nos reunirmos para mostrarmos nossas indignações, reivindicar algo, cobrar nossos direitos, expressarmos nossas opiniões, devemos conduzir tais ações pacificamente, e dentro dos limites, respeitando os direitos do outro. Se alguém está no meio do grupo armado, disposto a partir para violência, destruir coisas que não tem nada a ver, e vezes até tirar a vida de alguém, esses tais não estão a fim de cobrarem direitos, e sim praticar atos de vandalismo, violentos e fatais. Esses não devem atrapalhar pessoas que querem se expressar dentro dos limites, e merecem serem punidos severamente, dentro das leis do país.
O direito de se expressar é de todos, desde que seja da maneira correta, e não agredindo as leis do país. 
Nossos companheiros da mídia estão lá para ajudar na divulgação, do que está sendo reivindicado, mostrando para o mundo inteiro o que está acontecendo. Eles são responsáveis por trazer as informações que precisamos saber através da mídia. Vezes passam fome, perdem noite de sono, ficam longe dos familiares, enfrentam perigos, e infelizmente tem alguns que perdem sua própria vida, motivado no dever de conseguir informações, e vezes por pessoas que traz dentro de si cem por cento o ódio, que é a causa de todo mal. Nossos companheiros da mídia estão lá, não é por achar bonito, ou se divertir, eles estão lá cumprindo seu dever, ganhando o pão de cada dia dignamente, é um trabalhador, e não um marginal, e merece consideração, e respeito pelo direito de trabalhar dignamente.
Meus companheiros da mídia, eu agradeço pelas informações que nos traz através da tv, radio, jornais, e outros meios.  É meu desejo que o todo poderoso, aquele que te criou, esteja sempre contigo, te orientando, protegendo, e iluminando teu caminho.
Desejo boa sorte companheiros.

Observação: este assunto está contido no livro o filho do imigrante, e a m. i. que estará em breve nas livrarias.                                                                                                                                                    

2 comentários:

✿ chica disse...

Muito bom teu texto e acredito também que reivindicar é válido, mas sinto pelos baderneiros que se infiltram e quebram tudo! Isso é péssimo, inadmissível! Revolta! abraços,chica

Ghost e Bindi disse...

Olá, Dinho!
Obrigado pelo teu carinho! Depois de um repouso para recarregar as baterias, estamos aqui pra deixar um abraço apertado, com cheirinho de mar e de mato, e um desejo bem grande de muita paz e alegria.
Beijos!

Bíndi e Ghost